Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Passa o dia sentado? O treino de mobilidade pode ajudar!

Trabalhar em casa pode ser um desafio para muitas pessoas. Mas aqui não estamos falando das dificuldades de concentração ou das horas a mais dedicadas ao trabalho. Estamos falando de postura, ergonomia, dores nas costas e nos ombros. Quem nunca, não é mesmo? Para quem passa o dia inteiro sentado, temos uma péssima notícia: postura sedentária leva à perda gradual de mobilidade. Mas o que é isso? É perder a capacidade do corpo de realizar movimentos sem restrição. E é por este motivo que estamos trazendo à tona o treino de mobilidade! 

treino de mobilidade

O que é o treino de mobilidade e por que ele é importante? 

Treino de mobilidade é aquele focado em manter, restaurar ou melhorar a amplitude do movimento. Esse aquecimento articular explorar as articulações com movimentos estáticos ou dinâmicos. Seu objetivo é alcançar o máximo de amplitude possível. 

Isso interfere diretamente em nossa performance funcional, que nada mais é do que a capacidade de desempenhar as atividades do dia a dia ou gestos esportivos sem gerar compensações e com máxima eficiência. 

Não à toa, o treino de mobilidade é muito utilizado no aquecimento de outros treinos. Ele mobiliza as regiões articulares com movimentos que utilizam somente o peso corporal. Assim, você prepara a região para receber cargas maiores. 

Muito importante, sim. 

Vamos pensar na prática. Cada articulação possui uma função principal. Quando você anda, já reparou em como o tornozelo se movimenta? Ou quando se agacha para pegar algo que caiu no chão? Aliás, você se agacha, certo? Nada de malabarismos, por favor. 

Se você sente uma “dorzinha” nessa articulação ao andar ou agachar, pode estar com hipomobilidade (mobilidade diminuída) nessas estruturas. Se levanta o calcanhar do chão enquanto agacha, também.  

E as consequências podem não ser boas. É possível desencadear uma série de disfunções que levam a compensações em outras articulações. 

Por isso, o treino de mobilidade é tão importante. Ao propor movimentos dinâmicos nas articulações do tornozelo, do tórax, do quadril e do ombro, aprendemos a executar o movimento corretamente.  

Assim, utilizamos melhor os músculos, evitamos lesões, melhoramos a postura e a mobilidade das articulações.  

Se é importante para qualquer pessoa, imagine para atletas profissionais e amadores? O treino de mobilidade é um grande aliado ao desempenho. É inclusive uma maneira de preparação e aquecimento para a atividade física. E esse aquecimento é que prepara o músculo para funcionar bem. 

Mobilidade e alongamento são a mesma coisa? 

Não são. Quando falamos em treino de mobilidade, estamos falando em explorar as articulações em toda amplitude de movimento que permitem. Por isso, ele é muito utilizado para aquecer, antes do início de uma sessão de treino. 

Já os treinos de alongamentos visam ganhos de flexibilidade e estão no oposto dos treinos de força. Por isso, devem ter uma sessão exclusiva.  

Se você quer implementar mobilidade e alongamento, ótimo. Seu corpo agradece, porque os sedentários (ou pessoas que não se movimentam com frequência) desencadeiam um processo natural de atrofia (diminuição de tecido celular).  

Quanto menos você usa, menos o corpo se dispõe a ser usado. Em algum tempo, você perde bastante movimento.  

Quais os melhores exercícios para o treino de mobilidade? 

Quando falamos de perda de mobilidade, os locais mais afetados são ombros, quadris e coluna. Mesmo se você tiver bom condicionamento físico, é fundamental trabalhar sua mobilidade.  

Para isso, o ideal é procurar um fisioterapeuta ou educador físico para orientá-lo conforme suas limitações. Mas aqui na Desinchá nós somos inquietos e fomos testar um treino de mobilidade. 

 

Eu testei!

Aproveitando as dicas dos especialistas, fiz um treino de mobilidade antes de fazer meu circuito funcional.  

Ele tem duração de 7 minutos e está disponível no aplicativo Nike Training. O nome é bem sugestivo: “7 minutos de desintoxicação para o corpo todo na hora do trabalho”. Ou seja, perfeito para uma pausa no meio das atividades. 

A sessão não exige muito esforço, mas é ótimo para soltar os quadris, os ombros e a parte superior das costas. Sabe aquela tensão que você adquiriu quando checou a caixa de e-mails LOTADA às 9 horas da segunda-feira? É pra isso que esse treino serve.  

E quais foram os exercícios? Veja a seguir: 

  1. Suspensão de ombros: mãos na nuca, abre e fecha os cotovelos; 
  2. Alongamento de peitoral dinâmico: entrelaçar as mãos atrás e subir sem esforço; 
  3. Avanço reverso com flexão lateral: parece um agachamento em base alternada com alongamento do lado do corpo; 
  4. Flexão de quadril: abraçar o joelho em pé; 
  5. Abertura lateral da coxa: pernas abertas, com pés virados para frente, senta alternadamente em cada lado; 
  6. Agachamento em base alternada. 

Em seguida, fiz meu treino funcional de sempre e tive uma ótima resposta. Realmente, o esforço me pareceu menor, porque meu corpo estava aquecido. Fiz com mais facilidade os exercícios que normalmente me causam dificuldades, como o agachamento completo rápido. 

 

O treino de mobilidade pode ser uma ótima maneira de se aquecer antes da corrida ou de algum esporte. É importante para manter ou recuperar a amplitude do movimento e, em muitos casos, para aliviar a tensão. 

Na medida em que envelhecemos, manter a qualidade dos nossos movimentos e fortalecer os músculos é fundamental. Que tal começar agora seu treino de mobilidade?  

Quer uma dica? Insira pequenas sessões durante sua rotina de trabalho, juntamente com a meditação. 

Evolution Coffee

0 0 vote
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments