Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Como mudar a alimentação de uma vez por todas em 2021

“Como mudar a alimentação” é, possivelmente, uma das perguntas mais feitas por quem deseja adotar hábitos de vida saudáveis

Regime é uma palavra que causa repulsa e com razão. Por isso, se você quer aprender como mudar a alimentação em 2021 de forma definitiva, é preciso pensar em reeducação alimentar.

mudar a alimentação


O que é reeducação alimentar?

Reeducação alimentar, como falamos em um post exclusivo sobre ela, é primeiramente entender o efeito da alimentação no dia a dia para a mente e para o corpo. É aproveitar o prazer de comer e trazer mais saúde em todos os aspectos da vida. 

Mas, como toda mudança, é preciso foco para organizar a ingestão das porções e de cada alimento. Com o tempo, a mudança se torna natural e permanente. 

Giovana Morbi, especialista em Nutrição Clínica e Ortomolecular, defende que para começar ou reeducar uma nova alimentação não é preciso abrir mão de momentos festivos. Para ela, “a dieta social, conceito voltado à nutrição funcional, busca unir justamente esses dois pontos de forma saudável, aumentando assim as sensações de bem-estar e qualidade de vida”.

Como mudar a alimentação em 2021? 

Para quem quer saber como mudar a alimentação em 2021, fique atento às nossas dicas que se seguem.

Mude a mente

Você reflete sobre o que você come? Já parou para pensar como você está se sentindo quando fica louco(a) por um alimento açucarado e gorduroso? Nossa mente é mais poderosa do que imaginamos. Então, se você quer aprender como mudar a alimentação em 2021, mude a mente.

Nós tendemos a comer mais para aliviar as tensões do dia a dia, quando estamos ansiosos, estressados ou tristes. E esse é um grande problema, porque a mente associa os alimentos calóricos a esse prazer. Como mudar isso? 

É preciso fazer um esforço para que a mente associe o prazer a alimentos e atividades saudáveis. É uma mudança difícil, mas quem dá o primeiro passo já faz bastante. O apoio de alguns profissionais podem ajudar uma pessoa a implementar mudanças.

Encare os problemas e estipule metas possíveis

Ainda nessa linha de entender seus sentimentos e associá-los à alimentação, aparece outra boa forma de mudar a alimentação de uma vez por todas: encarar os problemas.

Se você sente angústia, estresse, tristeza, ansiedade, baixa autoestima, tudo isso pode ser motivo para se alimentar mal. Esses gatilhos fomentam hábitos ruins. E lidar com eles é uma saída difícil, porque remexe tudo lá dentro, mas é possível. 

Para adotar um novo hábito, deixando a compulsão alimentar para trás, precisamos assumir nossos problemas para, em seguida, tratá-los. Assim, podemos assumir um compromisso próprio de mudança. Vá com calma, porque será preciso tempo e dedicação. 

Faça uma substituição inteligente

Comer bem não é algo tão difícil assim. Existem milhares de alimentos nutritivos, saudáveis e deliciosos. Trocar a farinha branca pelas versões integrais de massas, pães e biscoitos é uma coisa simples, por exemplo. Ainda que não sejam de baixa caloria, são alimentos com alto teor de vitaminas e fibras.

Já os queijos mais calóricos, como parmesão, provolone e mussarela, podem ser trocados por queijos mais brancos (minas frescal, ricota e cottage). Ao invés de fritar alimentos e carnes, faça grelhados de carnes magras.

Para fazer uma substituição inteligente e aprender como mudar a alimentação de uma vez por todas, não é preciso ser especialista em nutrição. Apenas conheça os alimentos prejudiciais e benéficos à saúde. 

E já deixamos uma dica: prefira alimentos orgânicos!

Coma o que desejar, mas com moderação

Uma grande dificuldade na hora de aprender como mudar a alimentação é a restrição alimentar. Muitas pessoas acreditam que uma alimentação saudável é evitar sempre alimentos gordurosos, calóricos e com açúcar. Não é bem assim.

Se eu falar que não se deve consumir álcool, provavelmente eu estaria acabando com a felicidade de muitas pessoas nos finais de semana. Sair pra tomar uma cervejinha e bons drinks com os amigos é parte da vida de muitos de nós. 

Da mesma forma, não comer uma pizza ou um hambúrguer de vez em quando seria péssimo para muitas pessoas. Eu adoro um pedacinho de chocolate amargo todos os dias, por exemplo.

Seria um caminho feliz e saudável restringir tudo isso? Certamente não. A não ser que você tenha orientação médica para restringir certos alimentos, é possível sim ter uma boa alimentação e comer de tudo. 

A palavra chave é moderação. Coma sem exageros. Não existe alimentos que engordam! Existem rotinas que propiciam o acúmulo de gordura. Tudo depende muito do contexto, de uma série de fatores.

A disciplina para comer é fundamental. Você pode comer dois biscoitos recheados, mas não o pacote inteiro (a não ser que seja um atleta com um metabolismo super acelerado). Dois “quadradinhos” de chocolate, mas não a barra inteira. Um pedaço de pizza no final de semana, mas não todos os dias.

Adote um estilo de vida saudável e mantenha os novos hábitos

Quem não sabe como mudar a alimentação de uma vez por todas não sabe também que outros bons hábitos ajudam bastante. 

Consumir apenas alimentos naturais é ótimo, mas ser saudável vai muito além disso. Você sente seu físico e sua mente equilibrados? Isso interfere diretamente na reeducação alimentar.

É importante destacar que ninguém se sente bem o tempo todo e está tudo bem. Tristeza, angústia, estresse, tudo isso aparece vez ou outra. O importante é que não seja a maior parte do tempo. E outros hábitos saudáveis ajudam você a manter-se bem.

A atividade física, a alimentação, a meditação e outros hábitos, em conjunto, trazem qualidade de vida. É um equilíbrio completo. É o que faz você perceber que está ansiosa(o) e que existe um motivo por trás. E não será a comida que vai suprir essa necessidade.

Essa sabedoria e inteligência emocional e física vêm com o tempo. Por isso, ao adquirir novos hábitos, persista até que eles estejam firmes. 

Inclusive, a partir do momento em que você muda a alimentação para uma direção saudável, também para de se culpar quando exagerar. É só pegar leve nos dias seguintes, colocar o corpo para funcionar e pronto.

Comer é um prazer! Você poderá viver bons momentos com as pessoas que ama mesmo com uma alimentação saudável. Sem culpas e perturbações.

 

Algumas pessoas que têm dificuldades em mudar hábitos gostam de registrar tudo aquilo que comem para ter consciência sobre o que é ingerido. Outras ainda compartilham suas refeições para ter mais motivação de continuar na reeducação alimentar.

Seja como for, tudo aquilo que te fizer bem e ajudar a manter-se em uma rotina saudável é válido.

desinchá mix de verão

0 0 vote
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments